Campos vazios em sequências de acesso

Olá pessoal,

A técnica de condições é um de meus recursos favoritos no SAP. Desenvolver um bom conhecimento nesta técnica ajuda muito no desenho de soluções simples, porém escalonáveis, e também no mapeamento da origem de boa parte dos chamados abertos pelos usuários, uma vez que ela está presente numa ampla gama de funcionalidades no sistema. Neste post, vou abordar uma técnica que permite acessos condicionados aos registros de condição através do uso de valores “em branco”, reduzindo a necessidade de criar/utilizar várias tabelas na sequência de acesso, o que pode ser interessante em ambientes com restrições para a criação de várias tabelas.

Para um cenário de baixa complexidade suponha que você deseja determinar um registro de condição de preço dependente dos seguintes campos: Org. de Vendas; Canal de Distribuição; Cliente e Material. Normalmente, um registro poderá ser válido para todos os materiais e eventuais exceções cadastradas por cliente + material.

Um requerimento assim, poderia ser facilmente resolvido com uma sequencia de acesso contendo duas tabelas, da seguinte forma:

Acesso 10 – Tabela ##1 – Org. de Vendas; Canal de Distribuição; Cliente e Material

Acesso 20 – Tabela ##2 – Org. de Vendas; Canal de Distribuição e Material

O requerimento estaria atendido sem maiores problemas ou efeito colaterais. Mas existe um modo de resolver esse requerimento com uma única tabela.

Vamos criar uma tabela única com todos os campos desejados: kzini_01Note que os campos nos quais pretendemos ter valores vazios não devem estar no cabeçalho.

Usaremos, então essa tabela única em dois acessos distintos em nossa sequência de acesso:kzini_02

 

Para o primeiro acesso, manteremos uma atribuição “tradicional” dos campos da tabela:kzini_03

 

Já no segundo acesso, utilizaremos o flag de campo inicial T682Z_KZINI para o cliente (KUNNR). Quando fazemos essa seleção, o sistema exibirá um pop-up solicitando a decisão de uso para o campo e aqui é importante entender a diferença entre o SIM e o NÃO.kzini_05

Ao selecionar SIM, você indica ao sistema que deseja que ele busque por um registro vazio para o campo indicado. Quando você seleciona NÃO, sua opção é que a busca na tabela ocorra pelo valor contido em seu processo, que pode (ou não) estar vazio.

Note a diferença entre o modo de gravação na opção SIM.kzini_04

E a opção NÃO.kzini_06

Na prática, na opção SIM, se não houver um registro específico para um cliente, este passa a ser irrelevante no acesso seguinte. Na opção NÃO, o campo continua relevante e o registro somente seria encontrado no acesso 20 se o código do cliente estivesse vazio no processo.

Para nosso cenário, seguiremos com a opção SIM, pois não faz sentido não ter o cliente no processo de vendas. Mas considere que cenários com campos não obrigatórios no processo de vendas também podem ser utilizados em tabelas de condição, por exemplo, Escritório de Vendas.

 

Vamos manter nossos registros de condição para a nova tabela:kzini_07

 

E criar uma Ordem de Vendas para o cliente 190000:kzini_08

E outra Ordem de Vendas para o cliente 150807

Registro não encontrado no acesso 010kzini_09

Registro localizado para o acesso 020 (Cliente em branco)kzini_10

Em nosso exemplo, utilizamos uma tabela com apenas dois acessos, mas nunca é demais lembrar que a técnica pode ser utilizada para vários campos de uma mesma tabela e ainda em vários acessos de uma mesma sequência.

Apesar de muito útil, fica a dica para avaliar cuidadosamente a quantidade de acessos e o grau de maturidade da área de cadastro dos dados mestres (registros de condição). Dependendo da quantidade de campos da tabela que poderão receber valores iniciais (vazios) a VK11 pode ficar parecendo uma espécie de “Batalha Naval” e a manutenção dos registros ficar muito complexa para o usuário.

Não deixe de consultar também a SAP Note 1442225 – Meaning of indicator ‘Initial Value

Allowed'(T682Z-KZINI) que traz informações adicionais importantes sobre o uso desta técnica.

Boas configurações a todos!!!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s